quinta-feira, 6 de julho de 2017

Hoje.

 Hoje eu me perguntei sobre você, como você está e o que estaria fazendo, mas principalmente se um dia eu voltaria a me sentir normal perto de ti, sem aquele ataque de nervoso que me dá, sem a vontade de desligar tudo e ir para debaixo das cobertas com o desespero no peito que me bate.
 Hoje eu me perguntei de você, abri sua conversa tantas vezes que perdi as contas, lembrei de conversas que tivemos, pensei nos nossos sonhos, aqueles que eu mesma trai, lembrei daquela primeira música e como ela diz tanto agora, pode ouvi-la mais uma vez? 
 Hoje me perguntei se eu poderia te chamar e mandar um oi, talvez te ligar, mas apenas deitei na cama e dormi como se não tivesse tantas coisas para fazer, hoje eu quis tanto voltar ao normal, hoje eu senti tanta saudade que esmagou meu peito e eu só pude dormir.
 Pensei nos nossos sonhos, em como queríamos nos ver, em como iríamos nos beijar ali no aeroporto, em todos os lugares que iríamos, nas nossas series... Tento não pensar mais, tento não pensar em você me odiando, tento não pensar em você dizendo as coisas ruins sobre mim para sua gata, mas você aparece em meus sonhos, questiona os motivos e eu não sei dizer ou explicar, apenas sento no chão pedindo desculpas enquanto as lágrimas caem de meus olhos me afogando um pouco mais.
 Hoje eu me perguntei o que vai ser daqui para frente, como ficam as nossas series, como ficam nossos planos, nossas vidas. Me pergunto se você ainda pensa em mim. E enquanto escrevo me pergunto se eu deveria lhe mandar.
 Hoje eu me perguntei de você, como você está e o que estaria fazendo, me perguntei como seria daqui para frente, o que faríamos com a nossa serie e sonhos pela metade, escutei aquela primeira música e deixei-me chorar antes de dormir, me perguntei se ainda pensa em mim...

Nenhum comentário:

Postar um comentário